sábado, 5 de fevereiro de 2011

De novo.

Às vezes o que eu menos espero que aconteça, acaba vindo à tona, sem se importar se me é bom ou não. Dessa vez foi mais rápido, diferente e inesperado do que qualquer outra. Era algo que me fazia tão bem... e, como numa  explosão, fica tudo escuro, bagunçado e confuso, destroços por toda parte. Acho que a bomba sou eu.
Estar longe agora não me ajudou muito; não em relação a isso. As coisas ainda não foram reconstruídas. Ainda está confuso. A indiferença me cegou, cortou-me e tirou toda minha força. Sou capaz de pedir perdão por algo que não sei se fiz. Mas estar aqui e agora me fez perceber que a falta que faz a mim é maior do que eu já imaginava. Por que as músicas do meu celular me trazem suas lembranças? Por que meus dedos acariciam as teclas a sua procura? Será que sinto a mesma coisa que começou com tudo isso?
Me desfaço de toda distração e volto ao que realmente me trouxe aqui: a companhia daqueles que nunca me abandonaram, me façam rir ou derramar lágrimas. Restabelecer a conexão com o meu Senhor é o mais importante, e que Ele comece a minha metamorfose! Talvez eu possa voar... ou nadar.

Nota: mensagens me alegram muito, ainda mais quando vem com um sorriso em anexo.
Nota2: poingpong não é comigo 

5 comentários:

Franklin William disse...

Estava ansioso para ler o post. Cara você é de mais!! Parabéns!

Rony Phanuelly disse...

Muito bonito o texto. Não sei se é ficção, mas se não for. Força Stephanie, tudo vem por algum motivo, tudo está sempre mudando, e para pessoas como você sempre virá algo melhor! :)


Beijos

Murillo disse...

"O acaso vai me proteger enquanto eu andar destraído". Cuidado, não deixe que a vida passe sem você compartilhar o amor verdadeiro!
A conexão com Deus se relaciona a sua conexão com o mundo inteiro, cada detalhe, sorriso, gesto, palavras, carinho...
Leve o amor no peito, na boca, nos olhos... mantenha-se amando e aproveitando tudo de bom que existe nesse sentimento!
Que a felicidade sempre te siga :)

Rodrigo F. disse...

Nao vou comentar ... meu comentario nao descreveria o quanto eu gostei.

Alquimista de Sonhos disse...

Lindo, Stephanie! Gosto do seu modo poeta de escrever :)

Ah e vi que mudou alguns detalhes no blog.. não sei se é atual, mas gostei ^^